domingo, 1 de dezembro de 2019

SÍMBOLOS DE NATAL

Quais os símbolos de Natal?


Estrela:
A Estrela de Belém guiando os Reis Magos simboliza Cristo, que é o Salvador e a estrela guia da humanidade.


Sinos:
Os sinos de Natal simbolizam o anúncio do nascimento de Jesus.

Vela:
As velas de Natal simbolizam a fé, a luz de Cristo que ilumina a humanidade.

Presépio:

O presépio é um dos elementos mais lembrados na época natalina. Ele foi criado por São Francisco de Assis no século 13 para representar a cena do nascimento de Jesus Cristo. A palavra presépio possui origem hebraica e significa a manjedoura de animais. Esse era o nome dado ao local onde os animais nasciam ou até mesmo o próprio estábulo.


O nome foi escolhido porque Jesus nasceu em uma manjedoura, após os seus pais não conseguirem vaga em nenhuma hospedaria. A cena representada nos presépios mostra Jesus com os seus pais, Maria e José, cercado de animais. Algumas representações também mostram os três reis magos que seguiram uma estrela que anunciou o nascimento de Cristo.Anjo.

Bolas:
As bolas coloridas que enfeitam os ramos das árvores de natal representam os frutos das árvores. Antes da chegada do cristianismo à Europa, se colocava comida, como frutas secas e doces. Essas bolas serviriam para representar o fim do inverno e também os gestos de amor e caridade entre os irmãos.


Sinos:

Os sinos também são outro símbolo e elemento clássico das decorações de Natal. Ele serve para representar a anunciação do nascimento de Jesus Cristo e entrada na nova era do mundo.

O sino também servia para chamar as pessoas para se reunir para um acontecimento importante. Com o tempo o sino ganhou um lugar ainda mais especial por conta das inúmeras canções de Natal.

Velas:

O costume de acender velas durante o período natalino vem de uma lenda da Alemanha. Lá se conta que existia um senhor que colocava uma vela acesa na janela. A luz da vela servia para guiar os viajantes que se perdiam por causa da noite ou da neve.

Com o tempo esse costume foi mesclado aos da igreja e a vela ganhou como símbolo Jesus. Dessa maneira, Jesus é um guia para o seu povo, assim como a luz da vela guiava os viajantes cansados.

Anjos:

O anjo que ganha espaço principalmente na decoração das árvores de natal representa o arcanjo Gabriel. Segundo a Bíblia, foi ele que anunciou a Maria que ela iria engravidar do filho de Deus e que avisou aos reis magos sobre o nascimento de Cristo.
Desse modo, o anjo ganha um papel de representar o mensageiro das boas novas de Deus. Sendo assim, ele traz boas coisas para a casa em que está.

Guirlanda:

Guirlandas são círculos feitos com ramos verdes, geralmente com pinheiros e que são expostos nas portas. Na Inglaterra as guirlandas eram adornadas com flores de sempre viva. Na Alemanha as guirlandas receberam o seu significado atual, que é o amor sem fim de Deus representado pelo círculo.

Em algumas culturas, as guirlandas remetem a quando o povo judeu marcou as portas da casa para evitar o castigo divino que caiu sobre o Egito. Sendo assim, as guirlandas representam que as pessoas daquela casa são cristãs e estão protegidas pelo amor de Deus.

Árvore:

O costume cristão de enfeitar uma árvore surgiu durante o século 16 e era feito em comemoração ao solstício de inverno. Essa árvore era um pinheiro, que é bastante comum em regiões frias e mantém as folhas verdes durante todo o ano.

No entanto, os povos que viviam na Europa antes da chegada do cristianismo, costumavam guardar ramos de pinheiro dentro de casa para lembrar as estações mais quentes.

Uma dessas árvores era colocada dentro das casas e com o tempo começou a ser enfeitada para representar a esperança de que tempos melhores iriam surgir. O costume acabou se unindo a celebração de Natal e se fundindo com um símbolo da época natalina por ocorrer na mesma data.

Já o costume de colocar os presentes embaixo das árvores tem uma origem curiosa, já que ele teria começado com a rainha Elizabeth 1, em meados do século 16. A rainha teria mandado que todos os presentes endereçados a ela fossem deixados em uma grande árvore do jardim. Dessa ocasião, teria nascido o costume de se colocar os presentes embaixo da árvore na véspera de Natal.

Papai Noel:

O papai noel é representado por um velho de barba branca e que aparece vestido de vermelho e distribui presentes no dia de Natal para as crianças bem comportadas. Esse é um dos personagens mais lembrados no Natal e o que possui a origem mais curiosa.

A identidade do bom velhinho é atribuída ao Bispo São Nicolau Taumaturgo, que viveu na Turquia no século 4. Segundo as lendas, São Nicolau que é o padroeiro da Noruega, Rússia e Grécia tinha o costume de sair com um saco cheio de moedas. Os relatos da época diziam que ele jogava as moedas pelas chaminés ou janelas das casas de famílias necessitadas.

Dessa lenda surgiu a história de um velhinho que presenteava as crianças no Natal. Outra curiosidade é que até o final do século 19 a roupa do papai noel era vermelha ou verde. Em 1886 o cartunista alemão Thomas Nast desenhou o bom velhinho pela primeira vez nas cores que conhecemos. Essas cores se popularizaram em 1931, quando a Coca Cola fez uma campanha publicitária usando a arte de Nast.
Texto base: https://www.estudopratico.com.br/

QUE É ADVENTO DE NATAL?

ADVENTO 

Imagem do Menino Jesus (foto www.acidital.com)

Baseado em https://www.acidigital.com/

O Advento é o tempo de preparação para celebrar o Natal e começa quatro domingos antes desta festa de Natal. Marcando o início do novo Ano Litúrgico católico e em 2019 começou ontem domingo, 1º de dezembro.

Advento = vem do latim “ad-venio”, que quer dizer “vir, chegar”.

O Advento está dividido em duas partes: as primeiras duas semanas servem para meditar sobre a vinda do Senhor quando ocorrer o fim do mundo; enquanto as duas seguintes servem para refletir concretamente sobre o nascimento de Jesus e sua irrupção na história do homem no Natal.

Nos templos e casas são colocadas as coras do Advento e se acende uma vela a cada domingo. Do mesmo modo, os paramentos do sacerdote e as toalhas do altar são roxos, como símbolo de preparação e penitência. A exceção é o terceiro domingo, o Domingo Gaudete (da alegria), no qual pode se usar a cor rósea.

A fim de fazer sensível esta dupla preparação de espera, durante o Advento, a Liturgia suprime alguns elementos festivos. Na Missa, não é proclamado o hino do Glória.

O objetivo desses simbolismos é expressar de maneira tangível que, enquanto dura a peregrinação do homem, falta-lhe algo para seu gozo completo. Quando o Senhor se fizer presente no meio do seu povo, a Igreja terá chegado à sua festa completa, representada pela Solenidade do Natal.

O verdadeiro sentido do Natal é:   Jesus Cristo.


ADVENTO DE NATAL

 MISSA DO 1º DIA DE ADVENTO DE NATAL

Catequistas e catequisandos celebram 1º dia do Advento de Natal

Hoje, dia 1º de Dezembro de 2019, às 11 horas da manhã, aconteceu a primeira Missa de advento de Natal; onde foi acessa a primeira vela do advento, são quatro.

A capela de Santa Rita também celebrou a abertura do advento, às 9 horas da manhã com dinâmica de explicação do advento para os catequisandos e pais dos catequisandos; logo após foi comemorado com lanches.

Durante a homilia, o padre pediu para os fieis para pararem de falar mal do b-r-o bró e agradecer a Deus pelo calor, pois é nesse período que a região tem muita fartura de frutas e flores como por exemplo: manga, caju, pequi, ipés; enquanto na outra estação não tem.
Os catequisandos receberam a oração do Pai Nosso. Houve a participação da Banda SDQ na animação litúrgica.

1º dia do advento de Natal 2019

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

PAPA ANUNCIA CARTA AOS FIÉIS SOBRE PRESÉPIO

CARTA AOS  FIÉIS - Fonte:
https://www.vaticannews.va/
 Afresco do Presépio de Greccioa


Papa anuncia carta aos fiéis sobre o presépio

Aos fiéis reunidos para a Audiência Geral, Francisco anunciou que irá a Greccio para rezar no lugar do primeiro presépio de São Francisco de Assis.



Cidade do Vaticano

Na Praça São Pedro, o Papa Francisco recordou aos fiéis que no próximo domingo tem início o tempo litúrgico do Advento e fez um anúncio:

“Irei a Greccio para rezar no lugar do primeiro presépio que fez São Francisco de Assis e enviar a todo o povo fiel uma carta para entender o significado do presépio. Faço votos a todos vocês que, no Advento, a espera do Salvador preencha os seus corações de esperança e os encontre alegres no serviço aos mais necessitados.”

Veja o anúncio do Papa Francisco

O desejo de recordar o nascimento de Jesus veio a Francisco durante uma viagem à Palestina e ali teve o desejo de reproduzir a cena do nascimento de Jesus. Quando, no outono de 1223, foi a Roma para ver o Papa Honório III, pediu ao Santo Padre a permissão para que o realizasse.

Tendo obtido permissão, São Francisco voltou a Greccio, que havia conhecido antes e que lhe lembrava Belém. Disse ao jovem Giovanni Velita, um morador da Região de Rieti e que se tornou seu amigo anos atrás: "Quero celebrar aqui a noite de Natal. Escolha uma caverna onde se construirá uma manjedoura e se conduzirá um boi e um burro até lá, e tentaremos reproduzir, na medida do possível, a caverna de Belém! Este é o meu desejo, porque quero ver, pelo menos uma vez, com meus próprios olhos, o nascimento do Divino Infante".

E assim, em 24 de dezembro de 1223, o nascimento do Menino Jesus foi encenado. Havia a gruta, o boi e o burro. Nenhum dos presentes assumiu o papel de José e Maria, porque Francisco não queria que o nascimento de Jesus fosse um "espetáculo". Só mais tarde, nos presépios do mundo, os outros personagens foram acrescentados. 

Em Greccio, todos os anos, a memória deste evento é encenada. Não apenas um presépio vivo, mas uma reconstituição dos momentos que levaram São Francisco a realizar o presépio de Jesus.

Papa Francisco fez duas nomeações para o Brasil: Manaus e Anápolis

Duas nomeações para o Brasil



Padre Arnaldo Rodrigues - Cidade do Vaticano

Nesta manhã, 27/11, o Papa Francisco aceitou uma renúncia e realizou duas nomeações para o Brasil. Aceitou a renúncia de dom Sergio Eduardo Castriani, C. S. Sp. da Arquidiocese de Manaus, nomeando para seu lugar dom Leonardo Ulrich Steiner, O. F. M, até agora bispo auxiliar de Brasília. Nomeou também como bispo auxiliar de Anápolis, em Goiás, o reverendo padre Dilmo Franco de Campos.
Nomeações para o Brasil
Arquidiocese de Manaus - Dom Leonardo Ulrich Steiner, O.F.M.

Dom Leonardo Ulrich Steiner, O.F.M., nasceu em 6 de novembro de 1950 em Forquilhinha, Estado de Santa Catarina, na Diocese de Criciúma (Brasil). Fez sua profissão religiosa na Ordem dos Frades Menores em 2 de agosto de 1976 e foi ordenado sacerdote em 21 de janeiro de 1978. Estudou Filosofia e Teologia nos Franciscanos de Petrópolis; é bacharel em Filosofia e Pedagogia pela Faculdade Salesiana de Lorena. Obteve a licenciatura e o doutorado em Filosofia na Pontifícia Universidade Antonianum de Roma.

Depois de seus estudos e de um período como vigário e pároco, foi formador no seminário até 1986 e mestre de noviços de 1986 a 1995. De 1995 a 2003 foi professor de Filosofia e secretário do Antoniano. De regresso ao Brasil em 2003, foi vigário da paróquia do Bom Jesus, na arquidiocese de Curitiba, e professor na Faculdade de Filosofia do Bom Jesus.

No dia 2 de fevereiro de 2005 foi nomeado bispo prelado de São Félix e recebeu a ordenação episcopal em 16 de abril seguinte. No dia 21 de setembro de 2011 foi nomeado bispo Auxiliar de Brasília. De maio de 2011 a maio de 2019 foi secretário Geral da Conferência Episcopal Brasileira.
Diocese de Anápolis - padre Dilmo Franco de Campos

O rev. padre Dilmo Franco de Campos nasceu em 15 de março de 1972 em Formosa, Estado de Goiás. Completou seus estudos de Filosofia e Teologia no Seminário Maior Arquidiocesano de Brasília. Foi ordenado sacerdote em 10 de janeiro de 1998, incardinando-se na diocese de Formosa. Obteve a Licenciatura em Teologia Moral pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma (2003-2005).

No curso do seu ministério, ele ocupou as seguintes posições: Administrador da Paróquia "São Domingos de Gusmão" em São Domingos (1998-1999); administrador da Paróquia "Nossa Senhora do Rosário" em Flores de Goiás (1999); administrador da Catedral de Formosa (1999-2002 e 2008-2015); assistente de Pastoral na paróquia dos Brasileiros em Londres (2005); membro do Colégio dos Consultores e do Conselho dos Sacerdotes; coordenador e professor do Curso de Teologia para Leigos; conselheiro Diocesano para a Pastoral da Família; ecônomo da diocese; membro da Equipe de Formadores do Seminário "São João Maria Vianney" da arquidiocese de Goiânia (2006-2007). Atualmente é Reitor do Seminário Maior São João Maria Vianney da arquidiocese de Goiânia.


27 novembro 2019, 12:00

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

ENCERRA HOJE AS NONA NOITES DO SEMINÁRIOS DO RCC

FIEIS ENCERRAM HOJE O SEMINÁRIO DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA

O s fieis encerraram hoje dia, 18 o seminários de nove quinta-feiras com grande louvor, honra e adoração a Ao Santíssimo Sacramento, onde o povo mostrava grande emoção em está participando deste momento tão importante.
O seminário aconteceu no antigo Centro Paroquial Nossa Senhora das Dores, sempre às 19 horas, dirigido pela a coordenadora Francisca. Importante notar que após cada edição havia jogo de diálogo em grupos onde as pessoas trocavam palavras com o momento vivido no seminário. Após esse instante, houve a experiencia de refrigério com sucos e bolos.
No seminário do RCC, houve: orações, cânticos, adoração, imposição de mãos e oração em línguas.





domingo, 17 de novembro de 2019

TRÍDUO SANTA CECÍLIA

Arquidiocese de Teresina
Paróquia Nossa Senhora das Dores
19 a 23 de Novembro de 2019
Setor Santa Cecília

TEMA: Batizados e enviados: a exemplo de Santa Cecília


SANTA CECÍLIA  ROGAI POR NÓS
Fonte da foto: https://www.iquilibrio.com/blog

Locais ( dois locais)

Dia 19 = Rua Arlindo Nogueira, 544 ( entre as ruas Taumaturgo de Azevedo e José dos Santos e Silva).
Dias: 20, 21, 22 = Capela Santa Rita de Cássia ( antigo Centro Paroquial Nossa Senhora das Dores).
Importante: Todas as noites, após a Santa Missa haverá leilão de mesa e vendas de comidas típicas. 

NOVENA NATALÍCIA




Natal está chegando e os bispos católicos no Brasil por meio das novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), pedem que todas as comunidades, tenham lugares físicos bem arrumados, acolhedores, onde todos se sintam bem e amparados.

I ENCONTRO FORÁNEO DE ACÓLITOS


encontro forania I

SOLICITAÇÃO DE REPARO NA ILUMINAÇÃO PRAÇA SARAIVA

Catedral solicita reparo na iluminação da praça Saraiva para manter atividades da Igreja


A catedral de Teresina, Igreja de Nossa Senhora das Dores, mantém suas atividades litúrgicas e pastorais de acordo com o calendário publicado pela Arquidiocese. No entanto, de forma a não comprometer essas atividades e garantir a segurança dos fiéis que participam das celebrações, solicitou aos órgãos competentes o reparo na iluminação da praça Saraiva, que compreende o entorno do local.

“Constantemente a praça fica com a iluminação comprometida, quando pessoas mal intencionadas apagam os refletores. Desde o último domingo (03), a praça está novamente escura e dessa vez houve furto desses refletores e de toda a fiação da praça, comprometendo até seu reparo imediato, que solicitamos na segunda-feira e fomos prontamente atendidos”, explica Carla Riedel coordenadora de liturgia da catedral de Teresina.

A equipe de assistência responsável pela iluminação pública pontua que devido a intensidade do problema, o reparo deve demorar alguns dias. “Não é uma coisa simples pois o material foi todo furtado. Mas a equipe já está atuando e pretende concluir o reparo ainda essa semana”, explica Paulo Roberto de Oliveira, do programa Luz para Todos.


As celebrações de missas durante a semana na Catedral acontecem no período da tarde, às 17 horas. Aos finais de semana, as celebrações acontecem nos seguintes horário: no sábado às 6:30 e 17 horas e no domingo domingo às 7 e 18 horas. Muitas pessoas têm o hábito de passear pela praça antes da celebração, atividade que está comprometida devido à falta de iluminação. Fonte http://arquidiocesedeteresina.org.br/
Comissão de Liturgia realiza primeiro festival de músicas católicas na Arquidiocese

banner musica

sábado, 2 de novembro de 2019

CEMITÉRIO SÃO JUDAS TADEU - TERESINA PIAUI

CEMITÉRIO SÃO JUDAS TADEU RECEBE CENTENAS DE ALMA VIVENTES
Cada jarro custa 10 reais
O Cemitério São Judas Tadeu, na Zona Leste de Teresina, recebe hoje, dia todo, centenas de almas viventes visitando seus entes queridos que estão intercedendo por eles aqui na Terra.
O movimento grande, dentro e fora do cemitério; isto é na calçada. Na calçada os micros empresários vendem velas, flores, coroas, água e lanches num preço bem camarada.
Na Capela, durante todo o dia de hoje, são celebradas as santas missas às almas que foram primeiro.
As almas viventes que aqui estão choram, rezam o terço e acendem velas na intenção das almas.


Coroa custa 80 reais, várias cores


DIA DE FINADO - 2 DE NOVEMBRO - IMPORTÂNCIA DE CELEBRAR DIA DOS MORTOS

QUAL A IMPORTANCIA DE CELEBRAR O DIA DOS MORTOS?
Para responder esta pergunta Entrevistando foi a Igreja de Nossa Senhora das Dores, na Missa aos fieis defuntos, falar com o Padre Carlos Wágner que responde sobre o assunto.




Por Deusene Noleto - PASCOM